Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: MELLO Photo & Make Up
Crédito: arquivo pessoal
Rafaela Campos

Ser Mãe

O blog da maternidade

A importância da Alegria na família

Filhos aprendem nossa verdadeira escala de valores e não aqueles valores pelos quais gostaríamos de viver.

Família juntos feliz
Créditos: pixabay.com/pt

A reflexão de hoje é uma colaboração de uma pessoa que admiro muito e que me inspira a cada dia. Confira e entenda porque estou dizendo isso 😉

Filhos aprendem nossa verdadeira escala de valores e não aqueles valores pelos quais gostaríamos de viver. Ou seja, aprendem qual o verdadeiro valor que damos para as coisas, pessoas e situações conforme vamos vivendo segundo esses valores. Nos observam e estão aprendendo tudo o que transmitimos intencional ou não intencionalmente, seja de modo verbal ou não-verbal. Observam qual é o modo de lidar com as dificuldades, que podem ser simples descompassos na rotina ou graves problemas, observam se nos desesperamos, se nos iramos, como nos portamos.

Muitas vezes nos deixamos levar pela melancolia e acreditamos que nossas circunstâncias justificam a tristeza. Mesmo que tenhamos motivos para estarmos chateados não podemos perder de vista que o sucesso profissional, familiar, social, material, não coincide com a felicidade. Encontramos pessoas bem sucedidas nas diversas áreas que não são felizes. A harmonia familiar deve transcender as pequenas contrariedades, porque é natural que as biografias sejam permeadas por obstáculos, frustrações, dificuldades. Esses fatores são importantes para o amadurecimento da personalidade. Portanto, se pensarmos bem, muitas vezes ficamos esperando para prover uma atmosfera de amor, confiança e alegria quando as coisas em nossa vida estiverem mais dentro de nossas expectativas e com isso podemos estar esperando circunstâncias ideais para sermos felizes enquanto na prática terminamos apenas cultivando lares sombrios.
Afinal, problemas de saúde, preocupações, dificuldades financeiras sempre existirão. Não podemos esperar para sermos alegres quando tudo estiver bem. Por isso é muito importante que nos esforcemos para sermos alegres independentemente das circunstâncias, em meio às lutas usuais de cada dia. Para alcançar essa meta, o primeiro passo que devemos dar, e que devemos ensinar nossos filhos a aplicar, é deixar os sentimentalismos de lado e nos voltar para o bem-estar dos outros e manter em mente que aqueles que vivem conosco vão se beneficiar muito de nos ver alegres.
Para praticar com constância a alegria podemos tentar:
– Permear a vida da família de cordialidades recíprocas;
– Sorrir para nossos filhos mesmo quando não estamos com vontade. Não se trata de fingimento, ou de ser um bobo alegre, trata-se de um esforço para adquirir uma virtude ainda que as vezes isso possa ser uma pequena mortificação;
– Aceitar a realidade como ela se apresenta em nossas vidas, sem reclamações;
– Precisamos deixar que nossos filhos sofram. Precisamos aprender a suportar a dor deles. Mas estimulando-os a não perder a esperança e enfrentar com otimismo as dificuldades.
Manoela e os filhos
Manoela Martins é educadora, ilustradora e assistente editorial, estudou Pedagogia, Artes e Letras e é mãe homeschooler de seis filhos.

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também