Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Divulgação
Divulgação
Educação dos filhos

Protesto contra ideologia de gênero nas escolas leva 1,5 milhão às ruas no Peru

Dezenas de cidades sediaram manifestações contra o currículo que o Ministério da Educação tenta implantar no país.

Mais de 1,5 milhão de peruanos saíram às ruas no último sábado (04/03) para protestar contra o ensino da ideologia de gênero nas escolas. Com o lema Con mis hijos no te metas (“Não se meta com meus filhos”), houve manifestações em todas as 25 regiões do país, inclusive com a presença de oito congressistas.

A campanha é uma resposta às tentativas do Ministério da Educação de promover um currículo nacional que inclui critérios da ideologia de gênero. Os manifestantes também fizeram duras críticas à grande mídia que, segundo eles, costuma minimizar a magnitude das manifestações em defesa da vida e da família.

Em Lima, esteve presente a deputada colombiana Ángela Hernández, que em 2016 liderou protestos similares em seu país que levaram à renúncia da então ministra da Educação, Gina Parody. Hernández exortou o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, a ouvir “a vontade democrática do povo” e respeitar “o direito que os pais têm de educar os seus filhos”.

Peruanos dizem não ao projeto que legalizaria a união civil de homossexuais

Em janeiro, a Conferência Episcopal Peruana afirmou que “urge a supressão das noções provenientes da ideologia de gênero no novo currículo nacional”. O padre Luis Gaspar, vigário episcopal da Comissão de Família e Vida da Arquidiocese de Lima, disse que “a educação como primeiro direito dos pais junto aos seus filhos é algo que não se negocia”.

Ainda em março, no dia 25, acontecerá em Lima a Marcha pela Vida.

 

Veja mais fotos da marcha na página oficial do evento no Facebook.

 

Com informações de ACI Prensa.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também