Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Divulgação
Divulgação
Virtudes e Valores

ONG promove campanha nacional para construir moradias dignas em comunidades carentes

Em Curitiba, por exemplo, a TETO Brasil vai levar 2,5 mil voluntários às ruas neste mês

Para denunciar a violação de direitos vivida diariamente por 11 milhões de pessoas nas favelas do Brasil, a organização TETO Brasil promove nos dias 13, 14 e 15 de abril a COLETA, mobilização que acontece anualmente e leva um grande número de voluntários às ruas de cinco estados do país onde a TETO Brasil atua. Em Curitiba, por exemplo, 2,5 mil voluntários trabalharão durante o fim de semana.

Além da conscientização da população sobre a realidade vivida em 40 comunidades espalhadas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Campinas (SP), Santo André (SP), Santos (SP), Bauru (SP), Taubaté (SP), Niterói (RJ), Duque de Caxias (RJ) e Feira de Santana (BA), os voluntários também arrecadam recursos para financiar projetos de moradia e infraestrutura nesses locais.

Impulso, o programa que toda iniciativa capaz de transformação social devia conhecer

A TETO procura mobilizar jovens para que eles possam participar ativamente da transformação da sociedade a partir do trabalho social.  No Brasil, a organização está presente há 10 anos garantindo o direito à moradia nas favelas mais precárias do país. Isso acontece por meio de programas sociais que geram soluções concretas de melhorias e, segundo o gestor executivo da TETO Brasil, Bruno Dias, nos últimos anos houve um aumento considerável no déficit habitacional e de pessoas indo morar em favelas. “Ao mesmo tempo temos percebido cortes significativos nas políticas públicas de habitação que tendem a agravar ainda mais esta situação de calamidade pública”, diz.

Internacionalmente a TETO tem como seu principal objetivo superar a pobreza em que vivem milhões de pessoas e estimular o engajamento comunitário e de jovens voluntários. Por esse motivo, o modelo de trabalho utilizado é o de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores. Assim, as melhorias são apresentadas por meio de melhoria no entorno das comunidades, na construção de casas emergenciais, organização de associações comunitárias, reformas de acessos, projetos de pavimentação e principalmente o fortalecimento de lideranças comunitárias.

 

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também