Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Divulgação
Divulgação
Virtudes e Valores

Nova sede da Amazon contará com abrigo para 200 moradores de rua e 65 famílias

O projeto é uma parceria com a ONG Mary’s Place, especializada na atenção a mulheres moradoras de rua.

A nova sede que a Amazon está construindo em Seattle, nos Estados Unidos, tem um detalhe especial: o complexo contará com espaço para acolher mais de 200 moradores de rua para pouso e 65 famílias em tempo integral. O projeto é uma parceria com a ONG Mary’s Place, especializada na atenção a mulheres moradoras de rua. A construção será finalizada em 2020.

O albergue para pouso terá uma área de mais de quatro mil metros quadrados. O local também oferecerá ajuda para que os alojados encontrem emprego e tenham acesso a serviços importantes. Todas as despesas serão pagas pela Amazon, exceto os funcionários, que serão pagos pela ONG.

Milionário vai pagar aluguel para mendigo que ajudou vítimas no atentado de Manchester

O edifício será construído em um local onde hoje há um hotel fora de funcionamento que a Amazon já tinha posto à disposição da Mary’s Place no ano passado para acolher temporariamente pessoas em situação de rua.

“A Mary’s Place faz um trabalho incrível com mulheres, crianças e famílias que experimentam a situação de rua em Seattle”, disse o presidente da Amazon, Jeff Bezos. “Temos sorte de poder contar com eles como vizinhos e emocionados em lhes oferecer um lar permanente dentro de nossa sede no centro de Seattle – os colaboradores da Amazon e os residentes da Mary’s Place vão se mudar juntos para lá no começo de 2020”.

Muitos funcionários da companhia já atuam como voluntários junto à ONG – o que será facilitado com a nova localização da sede. A Amazon vai ajudar a Mary’s Place a se mudar para outro hotel fora de funcionamento enquanto aguarda a construção do edifício.

 

 

Com informações de Geek Wire.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também