Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
math-1500720__340
foto_esthercristinapereira
Esther Cristina Pereira

Educação, Família e Escola

Reflexões sobre educação e a relação escola-família

Dia dos Pais

O domingo mais doce e caloroso da estação mais fria do ano

O segundo domingo de agosto é inteiramente dedicado a eles: nossos heróis. Não importa a idade que temos, é no colo dos pais que buscamos força ao passar por momentos instáveis. É na imagem daquele ser humano que nos espelhamos a fim de nos tornarmos pessoas melhores e mais generosas. Seus exemplos são inspiração para nos impulsionar a crescer.

Ser pai não é simplesmente dar a vida a alguém. Ser pai é participar, estar presente para ensinar as primeiras palavras, passar um remédio no joelho ralado após a primeira queda de bicicleta, comemorar o gol na aula de futebol, buscar o boletim escolar e comparecer à reunião de pais.

Quando somos jovens podemos até não reconhecer, mas os pais são os melhores conselheiros que podemos ter na vida. Muitas vezes eles deixaram de dormir à noite para cuidar de nossas cólicas ou trocar nossas fraldas.

Dentre as tarefas exercidas pelos pais, está a de ensinar o filho (a) a ser forte, a manter a cabeça erguida e não fraquejar. Eles nos protegem, mas também nos deixam resolver os problemas que criamos para aprendermos que todo ato tem uma consequência e é preciso saber lidar com isso. É inegável que toda vez que nos deparamos com alguma dificuldade, o primeiro pensamento é como nosso pai resolveria e qual caminho ele recomendaria seguir.

Infelizmente, há crianças que não convivem com os pais e por isso não têm a chance de comemorar esse dia com eles. Essa ausência, no entanto, deve ser compensada. A escola tem um papel fundamental nesse aspecto, pois cabe a ela incentivar a criança para que convide outra pessoa que tem como referência paterna como o avô, tio, padrinho ou padrasto para participar das comemorações. A representação dessa figura paterna é essencial para a formação e o desenvolvimento emocional, social e psicológico da criança.

No dia a dia da escola, presenciamos também a situação das crianças que têm pais separados. Nesse caso, colocar a paternidade em prática significa estar presente para comemorar essas datas festivas com o filho. Como diretora, entendo que nem sempre será fácil, muitas vezes há problemas de localização geográfica, por exemplo, mas é importante que os adultos tentem tornar isso possível. Manter a função paterna ativa faz com que os vínculos se fortaleçam.

Portanto, neste domingo, dia dos pais, o melhor presente que você pode dar para ele não será comprado com dinheiro. O maior presente para um pai é a presença do filho. Abrace-o, beije-o e diga como é grande o amor que sente por ele. Há tantas pessoas que não podem mais fazer isso, então, se você pode, não desperdice a chance. Nada é mais prazeroso para um pai do que sentir o cheiro do filho e o calor de seu abraço. Pai que é pai não troca isso por presente nenhum.

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também