Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Imigração

Como sair do Brasil e se mudar para o Canadá com a família

Informações úteis para você saber como dar início ao processo e começar uma nova vida em outro país

Se mudar de país não é fácil nem estudar ou trabalhar fora, sozinho, torna-se uma decisão ainda mais complicada quando isso envolve toda a família.  A adaptação ao novo ambiente é apenas um dos vários obstáculos no caminho. Para imigrar legalmente é preciso atender a condições especificas que precisam ser analisadas atentamente.

Abaixo trazemos algumas dicas de caminhos a tomar para quem pensa em iniciar um processo de imigração para o Canadá, destino bastante procurado por brasileiro. Se esse é o país para onde quer levar sua família, leia tudo com atenção.

 

Habilitação: antes de mais nada é preciso saber se você está apto a morar no país. No site do Governo do Canadá há um teste que pode ajudá-lo a descobrir. Clique aqui para acessar o teste em inglês ou aqui para versão em francês.

 

Consultoria de imigração: o site da imigração pode parecer bastante confuso, por causa do grande volume de informações. Para esclarecer dúvidas mais específicas sobre o processo talvez seja interessante procurar por uma consultoria. Eles são especializados nas leis de imigração do país e podem ajudar, principalmente, na questão do tipo de visto recomendado a você.  O valor a pagar pelo serviço varia e a contratação não é garantia de que você vai conseguir imigrar, mesmo com toda a documentação em ordem. Clique aqui para conhecer alguns profissionais e empresas credenciadas pelo governo canadense para fazer esse serviço.

 

Visto para o casal: para o caso de famílias, um dos cônjuges deve ser o aplicante principal, e o outro vai como dependente. O aplicante principal é quem fica com boa parte da comprovação de renda. No caso de o aplicante principal ir a estudo, o acompanhante não precisa necessariamente também estudar e tem a vantagem de poder trabalhar legalmente no país.  Clique aqui para entender como como o aplicante principal pode comprovar renda.  Sobre os trâmites para que o cônjuge dependente possa trabalhar, leia aqui.

 

Visto para os filhos: o casal que foi para estudar e irá depois tentar o Express Entry ou outro tipo de aplicação para imigração, e que tenha filhos, deve buscar para as crianças o visto de turismo ou de visitante. Com isso, elas poderão ter acesso à educação pública a partir dos 5 anos.

 

Express Entry: desde 2015 o governo canadense tem utilizado esse novo sistema de imigração que seleciona trabalhadores que desejam se mudar para o país. O perfil do candidato é analisado online, por um sistema de pontos. O cadastro fica disponível para empregadores e para o governo canadense, que podem ser convidado pelo governo para terem a residência permanente. Clique aqui para saber mais sobre o sistema.

 

Documentos: a lista pode variar porque, em algumas situações, o consulado pode pedir adicionais, mas, em geral, estes são os documentos necessários. Veja o que você já pode adiantar para iniciar o processo:

– Duas fotos recentes 3×5;

– Cópia do RG de cada um dos integrantes da família;

– Cópia do passaporte;

– Cópias da Declaração de Imposto de Renda;

– Cópias dos três últimos holerites ou pró-labores;

– Extrato bancário ou aplicação fixa;

– Carta convite, no caso de vista a algum parente que more no Canadá;

– Carta de aceitação da instituição de ensino, no de o candidato estar indo estudar;

– Cópia do comprovante escolar para estudantes;

– Carta da empresa empregadora, para quem trabalha e vai se ausentar por férias ou licença. Recomendado para viagens de mais de 30 dias;

– Autorização de viagem assinada pelos pais com reconhecimento de firma em cartório, para menores de idade;

– Quem viajou para os EUA ou para o Canadá nos últimos 10 anos e demonstre ao Consulado Canadense com a apresentação dos carimbos do passaporte, fica isento da comprovação financeira.;

 

Restrições na obtenção do visto: um dos motivos mais comuns para a negação do visto é falta de condições financeiras para se manter no país, falta de vínculos com o Brasil ou falta de carimbos no passaporte.

 

Tempo de espera: o que demora mais é organizar a documentação. Com tudo em mãos, é a hora de aplicar o visto e aguardar no mínimo 20 dias. Contudo, especialistas dizem que pode levar até 3 meses.

 

Educação para as crianças: um ponto importante para ficar atento é como e onde as crianças irão estudar, enquanto estiverem no país. No Canadá, assim como no Brasil, existe uma rede pública e uma rede privada, mas em ambos os casos há necessidade de contribuições financeiras ou pagamento de mensalidades. Para as crianças que entrarão no Ensino Fundamental, não há grandes diferenças no valor a ser investido na educação pública ou particular. Já no High School, essas diferenças aumentam. Clique aqui para saber um pouco mais sobre os gastos com educação que você terá por lá.

 

Links úteis: o site do governo Canadense é, sem dúvida, o principal espaço para a obtenção de informações sobre imigração. Estes são os principais sites para te ajudar no início dessa aventura:

Site sobre imigração do governo do Canadá;

Consulado do Canadá em São Paulo.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

2 Comentários
  1. Olá, tudo bem?
    Eu fiz o teste de eligibilidade no site do governo Canadense e vi que é obrigatório o IELTS ou outro teste parecido. Mas como nos mudaríamos em quatro pessoas, dois adultos, um adolescente de 13 anos e uma jovem de 18, ficamos em dúvida quanto a essa necessidade. Se somente o aplicante principal, ou ele e um dos filhos obtivessem o teste, os outros dois entrariam como dependentes? Ou todos os quatro precisam ter prestado o IELTS? Obrigada pela atenção :)

  2. Tem algo que nao esta claro. Foi utilizado o terme ‘se mudar’, o que nos faz entender ‘se estabelecer no Canada’. No caso, entendi que se trata do processo de pedido de residência permanente no pais. Entao, o que quer dizer “Restrições na obtenção do visto: um dos motivos mais comuns para a negação do visto é falta de condições financeiras para se manter no país, falta de vínculos com o Brasil ou falta de carimbos no passaporte”. Falta de vinculo com o Brasil??? Isso é quando se pede um visto de turista. Se se vai pedir residencia permanente, nao faz sentido. Acho que o artigo misturou duas coisas, o que deixara confuso quem lê.
    Outra coisa, o tempo da residência permanente jamais fois de três meses.
    Aconselho que reler o artigo e corrigir as contradiçoes.
    Cordialmente,

Leia também