Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
google-family-link
Educação dos filhos

Como funciona o novo aplicativo do Google que permite aos pais gerenciar o celular dos filhos

A ideia é possibilitar que pais possam definir regras básicas para que os filhos tenham uma experiência tecnológica saudável de acordo com sua idade

É comum que os pais se preocupem com o conteúdo acessado pelos filhos na internet. Quando estão em computadores o monitoramento parece ser mais fácil, mas, e quando estão ao celular? Como saber quais aplicativos eles estão utilizando e a quantidade de tempo em que ficam conectados? Diante disso, a Google lança neste mês no Brasil, Argentina, Chile e México, o Family Link, um aplicativo criado para ajudar as famílias a explorar a tecnologia juntos e da melhor maneira possível.

A ideia é possibilitar que os pais possam definir determinadas regras digitais de acordo com a rotina familiar. Quando o filho estiver pronto para ter seu primeiro celular Android, o Family Link permitirá a criação de uma conta Google que permitirá aos pais gerenciar os aplicativos baixados pelos filhos e estipular um tempo para bloqueio do dispositivo, por exemplo.

Cinco aplicativos que ensinam conceitos musicais para crianças

Para começar a usar o aplicativo, basta baixa-lo em seu dispositivo, que para os pais é habilitado tanto para Android como para iOS, mas para as crianças segue uma lista de celulares que devem ter compatibilidade com o sistema Android. É possível conhecer as opções aqui. Em seguida, basta criar uma conta Google para a criança e conectá-la à sua. O aplicativo só é compatível com contas Google criadas para crianças com menos de 13 anos, mas quando ela chega a essa idade, pode optar por continuar usando o Family Link ou fazer um upgrade para uma conta Google normal.

A partir disso, toda vez que a criança tentar baixar um aplicativo os pais serão avisados e, então, poderão aprovar ou não. Também, será possível baixar relatórios do uso do celular por ela e assim estipular o tempo que acha mais benéfico para que ela fique conectada. Sabendo da rotina tecnológica da criança, é só habilitar os horários em que o dispositivo deverá ser bloqueado, como hora de dormir, brincar e fazer tarefas de casa.

Mas é importante lembrar: o aplicativo não torna aplicativos projetados para adultos, seguros às crianças. O Family Link tem como proposta auxiliar os pais nessa tarefa, possibilitando que regras básicas sejam criadas. A escolha do que é certo ou errado para os filhos, cabe aos pais.

 

 

Saiba mais sobre o Family Link.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também