Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
path3371
foto minha
Jônatas Dias Lima

Blog da Vida

Opinião e notícia sobre as causas pró-vida e pró-família

Assembleia da CNBB: o forró dos bispos e um puxão de orelha no pe. Marcelo

Seriam as declarações de um dos bispos sobre liturgia uma indireta ao que dom Angélico fez no ato de louvor a Lula?

Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube

Na segunda coletiva de imprensa da Assembleia Geral os bispos leram a carta que será enviada ao papa Francisco, falaram mais sobre o tema principal – a formação dos presbíteros – e também sobre liturgia, área na qual, para este blogueiro, surgiram as informações mais interessantes

 

Carta ao papa

Sobre a carta, ela foi lida por dom Orani Tempesta, cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, faz referência ao momento atual do Brasil e ao tema principal da assembleia. Até o momento dessa postagem o texto ainda não havia sido postado na internet, mas, pela leitura feita por dom Orani, foi possível notar que o documento tinha tom protocolar, sem potencial para virar notícia.

*****

Recado a dom Angélico?

Nesta coletiva a participação mais significativa foi, sem dúvida, a de dom Armando Bucciol, bispo de Livramento (BA) e presidente da Comissão de Liturgia da CNBB.

Uma das jornalistas resolveu perguntar sobre os abusos litúrgicos do padre Marcelo Rossi. A questão pareceu-me até inconveniente, mesmo assim ele respondeu sem hesitar:  “confesso que não assisto essa liturgia, mas o padre Marcelo deveria compreeender que ninguém na Igreja é dono da Liturgia”.

Pensando no estereótipo do episcopado brasileiro, e na tendência geral à falta de clareza nas declarações, a fala foi impressionante. E não parou por aí.

Embora a pergunta tenha sido sobre um padre específico, ele estendeu o problema ao episcopado. “Um padre, ou também um bispo, que manipula a liturgia a seu bel prazer está traindo-a. Empobrece-a e confunde. Várias vezes chamamos a atenção para que isso não aconteça”. Ele não mencionou nominalmente o recente e absurdo ato religioso presidido por dom Angélico para louvar Lula, mas parece-me inevitável relacionar o apelo de dom Armando com o papelão protagonizado pelo colega de mitra.

Ao concluir ele disse esperar que todos aqueles que “manipulam a liturgia com criatividade selvagem entendam que não é por aí”.

Confesso que não o conhecia e acho que esse homem devia ter mais destaque nos debates sobre os problemas da Igreja no Brasil.

*****

Missal

Ainda sobre dom Armando, uma informação valiosa, mas interessante apenas para católicos que adoram estudar liturgia, é o fato de que a nova tradução do Missal Romano, que está em andamento há 11 anos (!!!)  está para ser concluída. Ele disse que a penúltima versão seria apresentada aos bispos nesta assembleia e que a previsão é de que o término definitivo dos trabalhos ocorra até o ano que vem.

Parece que não haverá no texto a “criatividade selvagem” denunciada por ele.

*****

Dom Rifan na sanfona

Um vídeo de dom Fernando Areas Rifan, um dos mais influentes e bispos conservadores no Brasil, está fazendo sucesso nas redes sociais. Após o primeiro dia de trabalhos na assembleia, parece que os bispos organizaram um breve momento de descontração ao som de Asa Branca. A canção foi tocada e cantada pelo próprio dom Fernando.

Assistam e reparem que até isso ele faz de batina.

Blog da Vida torce para que momentos como esse ajudem os bons bispos, como dom Rifan, a se tornarem ainda mais influentes junto aos seus colegas, de modo contribuírem com a necessária transformação pela qual a CNBB precisa passar.

*****

A Assembleia Geral da CNBB prossegue até o dia 20 de abril e o Blog da Vida pretende acompanhar todas as coletivas de imprensa, relatando tudo que estiver relacionado às recentes denúncias envolvendo a instituição – como o uso de dinheiro da Campanha da Fraternidade para financiar ONGs abortistas -, além de outros temas controversos que surgirem.

***

Curta a página do Blog da Vida no Facebook

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também