Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

7 páginas e grupos no Facebook para quem ama Educação Infantil

Criados por profissionais da área, esses espaços tornaram-se grandes aliados de quem busca troca de experiências pedagógicas

Quem trabalha com Educação Infantil sabe que precisa estimular a criatividade o tempo todo. Atender aos olhinhos curiosos e ávidos por novidades é um desafio diário para profissionais dessa área ou mesmo pais que gostam de aplicar em casa métodos pedagógicos que contribuem para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Para dar conta dessa tarefa, a troca de experiências é um apoio e tanto na hora de definir o que funciona melhor ou é mais viável em casa situação.

Se você é um desses apaixonados por educação infantil e adepto da troca de experiências, a lista abaixo será perfeita para suprir suas necessidades. Tratam-se de sites, blogs, páginas e grupos no Facebook dirigidas por profissionais da educação infantil que se tornaram referência na área com seus posts. Confira!

 

Cantinho Pedagógico da Sil

cantinho

Silvana Marques Ferreira é professora há 21 anos e desde muito tempo trabalha com crianças de 6 a 8 anos. Para ensiná-los, Silvana sempre fazia trabalhos manuais e tirava fotos para mostrar aos colegas. Quando entrou no Facebook, manteve essa prática, postando primeiro em seu perfil pessoal até se dar conta de que havia um número considerável de admiradores de seus trabalhos feitos para a escola. Foi aí que surgiu o Cantinho Pedagógico da Sil, espaço criado para expor os trabalhos que produz em sala com seus alunos, além de atividades realizadas por outros colegas, sempre dando os devidos créditos. “O público que eu buscava era mesmo o de professores. Costumo dizer que meu verbo preferido é o ensinar, e com a página eu posso passar aquilo que sei para outros colegas, para que melhorem o trabalho em sala”, diz. O sucesso da página lhe garantiu o número considerável de aproximadamente 555 mil fãs. O Cantinho Pedagógico da Sil também mantém um blog aqui, no Sempre Família.

 

 

Ideias e Projetos Pedagógicos

ideias02

A página no Facebook foi criada em 2012 e hoje tem como foco a busca de soluções e melhorias para o atendimento das crianças com dificuldade de aprendizado, desequilíbrios emocionais e mesmo alguma síndrome. Segundo os administradores, essa troca de experiências é uma das principais fontes de inspiração para que o trabalho continue. Com quase 700 mil curtidas, o Ideias e Projetos Pedagógicos traz além de dicas de atividades, reportagens, sugestões de livros que podem ser baixados gratuitamente, e outros conteúdos que possam gerar o debate sobre o trabalho em sala de aula. “Novas ideias vão surgindo conforme as dúvidas e necessidades dos profissionais aparecem. Com a troca de experiências que é promovida por meio de páginas como a nossa, é possível encontrar soluções para muitos problemas”, explica o administrador da página.

 

 

Amigos da Educação Infantil

amigos

 

Elizabete Fontele é professora de Educação Infantil há 10 anos e criou o grupo Amigos da Educação Infantil quando viu a necessidade de ajudar outras professoras que tinham dificuldades em sala de aula. “Fui adicionando pessoas ao grupo e elas começaram a repassar às colegas e assim crescemos. Em média, por dia, chegam até o grupo 30 novos membros”, explica Elizabete. O Amigos da Educação Infantil ultrapassou os 80 mil membros e ali são compartilhadas imagens, textos e vídeos, que auxiliam profissionais em todo o país. Elizabete tem também uma página destinada ao assunto, chamada Clube da Educação Infantil, com aproximadamente 273 mil seguidores.

 

 

Professora Carla Borges

carla borges

A autora criou a página Professora Carla Borges, inicialmente, com o objetivo de mostrar aos pais de seus alunos o que as crianças estavam produzindo em sala de aula. Mas, aos poucos, um grande número de professores começou a acompanhar as postagens, em busca de dicas para trabalhos em sala de aula. Professora do Ensino Fundamental em três cidades de Minas Gerais, Carla viu na página a possibilidade de conhecer novos colegas, além de conhecer realidades escolares diferentes, ainda que online. “Há algum tempo conheci o trabalho de um professor em Santa Catarina e fizemos até uma parceria!”, conta. A professora diz que costuma receber muitas mensagens pela página, pedindo mais explicações sobre tudo que posta. Quando há alguma dúvida pontual, Carla atende também via WhatsApp. Para ela, a rede social facilitou muito a troca de experiências entre os profissionais de diversas regiões do Brasil. A página, que tem cerca de um ano e já ultrapassou os 16 mil seguidores.

 

 

Educação Física e Educação Infantil

educfisica

A página Educação Física e Educação Infantil foi criado pelo professor de Eliton Rufino e tem hoje em torno de 90 mil seguidores. Quando decidiu criá-la, em 2014, ela era destinada aos profissionais da região em que Eliton morava, em Santa Catarina. Tratavam-se apenas de reflexões do professor, sobre o trabalho de educador. A guinada no crescimento ocorreu em 2016, quando ele passou a produzir vídeos para a página. Em uma semana, o espaço passou de 300 para 3 mil seguidores. “Os vídeos tinham um alcance muito grande e por isso busquei fazer vídeos semanais colocando o que eu criava, sem ser uma reprodução do que já existia, mas algo original”, explica. Segundo ele, a troca online, principalmente em vídeo, é uma opção para repensar a prática do professor, a partir de pessoas reais e que estão vivenciando aquilo. Um exemplo disso seria o vídeo que Eliton produziu com uma música que trata do respeito entre colegas de sala de aula. Ele chegou a dois milhões de visualizações e da experiência surgiu até um livro.

 

 

Professores da Educação Infantil

educainfantil

O intuito inicial do perfil criada pelo casal de professores David Barbosa e Gi Carvalho era reunir colegas que seguiam os blogs que os dois mantêm, o Ideia Criativa e o Jardim da Fantasia, mas em pouco tempo o limite de amigos permitido pelo Facebook foi ultrapassado e então nasceu a ideia de transformar o perfil no grupo Professores da Educação Infantil. Gi conta que os profissionais foram chegando ao grupo por meio de buscadores na internet e também pela indicação de amigos, o que fez com que o grupo chegasse ao número de 406 membros. “Hoje somos professores, gestores, coordenadores, estudantes e pais que educam em domicílio. O que começou como uma forma de atender nosso público nos blogs foi se transformando em um projeto bem mais amplo que tem dado certo”, comenta ela. Hoje, com o tamanho que o grupo tem, Gi dedica um tempo considerável para administra-lo. São diversas publicações por dia que devem ser aprovadas, com o objetivo de oferecer o melhor conteúdo aos que participam da comunidade. “ Fazemos isso com muito prazer, porque entendemos que é importante para nossos colegas o reconhecimento de que se esforçam para realizar um bom trabalho, assim como é maravilhoso poder contar com outros profissionais para tornar as aulas mais atraentes e dinâmicas”, finaliza.

 

 

Papo da Professora Denise

profadenise

A professora Denise de Souza conta que a inspiração para ajudar pessoas via internet veio da observação do trabalho que sua filha estava fazendo. Denise é mãe da Jennyfer, criadora do canal no Youtube Papo de Mamãe Amélia, apresentada numa matéria recente do Sempre Família. “Notei o quanto ela ajudava as pessoas com seu trabalho nas redes sociais. Foi assim que me inspirei e resolvi criar o Instagram, a página no Facebook e depois o blog Papo da Professora Denise”, conta. No início, há cerca de três anos, Denise foi construindo uma rede de amigos virtuais, para a troca de ideias com educadores e pais no Brasil e em outros países. Aos poucos, segundo ela, mais pessoas foram chegando, principalmente por meio das publicações com sugestões de atividades, e com esse crescimento nas redes sociais, surgiu a necessidade de abrir o blog. “Com o blog e redes sociais conseguimos mostrar a pais e professores que a educação criativa e de qualidade pode ser feita com materiais simples e acessíveis”, explica. De acordo com Denise, aprender brincando com um jogo ou com um brinquedo que a própria criança participou de sua construção é mais positivo, prazeroso e efetivo na construção do conhecimento. A página no Facebook da professora Denise tem hoje aproximadamente 311 mil seguidores.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Leia também